• País: Uruguai
  • Região: Paso Cuello, Canelones
  • Uvas: 60% Marselan e 40% Tannat
  • Maturação: 40% do vinho por 6 meses em barris de carvalho americano de segundo e terceiro usos
  • Álcool: 13,5% vol.
  • Produtor: Família Traversa

Sobre o vinho

A Rota 32, mais especifi camente no km 40, em Paso Cuello, Departamento de Canelones, é uma referência direta à importância do terroir na existência de um vinho.

Naquele local, o relevo de suaves ondulações sob um solo rochoso com presença de calcário determina, juntamente com o clima influenciado pelo oceano Atlântico, a personalidade local das uvas utilizadas neste blend singular, a Marselan (cruzamento entre a Grenache Noir e a Cabernet Sauvignon) e a Tannat.

A Marselan cede ao vinho elegância e frescor, e a Tannat estrutura e intensidade.

Assim, e graças também à delicada influência do amadurecimento em barricas (apenas 40% do vinho, por 6 meses em barricas de segundo e terceiro usos), temos um rótulo que expressa sua origem, bem como a tipicidade das uvas.

Cata

Exibindo uma linda cor vermelha-rubi, este tinto deleita nosso olfato com suas notas de frutas vermelhas, que envolvem nuances de cacau e um leve toque de tosta.

Na boca marca boa presença e se mostra elegante, equilibrado e fresco.

Harmonização

Perfeito para acompanhar carnes vermelhas grelhadas ao ponto, mantendo bastante suculência.

Também vai bem com carnes suínas defumadas, além de massas com molho vermelho e carne, à bolonhesa.

Serviço

Para apreciá-lo melhor, sirva próximo à temperatura de 16 °C.

Guarda

Vinho para ser apreciado ainda jovem, mas que deve manter suas agradáveis características por aproximadamente 5 anos (até 2024).

Texto: Paula Taibo