/Por Elaine de Oliveira

No auge do verão, é normal a gente querer estar em forma para aproveitar os dias bonitos da estação mais quente do ano. Ainda mais às vésperas do Carnaval, quando é comum exagerar na dose. Mas será que dá para fazer dieta e não deixar de lado o prazer de tomar nosso vinhozinho sagrado de todo dia?

O universo enológico é grande e complexo, o que nos coloca à disposição uma infinidade de tipos e estilos diferentes de vinho. Que ele é uma bebida calórica todos nós já sabemos. Suas principais fontes de calorias são o álcool e o açúcar residual. De forma bem superficial, é só fazermos uma conta simples: 1 grama de álcool significa 7 calorias na taça, e 1 grama de açúcar, 4 calorias.

Logo, fica fácil concluir que quanto maior for a graduação alcoólica e o açúcar do vinho, maior será a quantidade de calorias consumidas. Os vinhos de sobremesa, por exemplo, têm até o dobro de calorias do que um vinho branco seco.

Para entender melhor, listei diferentes tipos de vinhos, considerando o teor alcoólico de cada um deles, e indiquei a quantidade aproximada de calorias por taça (185 mililitros).

Espumantes

Nature, extra-brut e brut: 89 calorias

Démi-sec: 103 calorias

Asti e moscatel: 137 calorias

Vinhos de sobremesa

Teor alcoólico de 16% a 20%: 206 ~ 248 calorias

Vinhos tranquilos

Teor alcoólico de 8% a 10%: 90 ~ 130 calorias

Teor alcoólico de 12% a 14%: 100 ~ 150 calorias

Teor alcoólico de 14% a 16%: 175 ~ 200 calorias

E é bom lembrar, antes de mais nada, que dietas devem ser acompanhadas por um profissional especializado. De resto, saúde!