/Por Tânia Nogueira

Os vinhedos de produtores associados à cooperativa La Chablisienne, em Chablis, na França, receberão cabos elétricos aquecedores contra as geadas antes da próxima primavera europeia. Esse fenômeno climático sempre esteve entre as maiores ameaças ao cultivo da videira.

É comum as geadas acontecerem na primavera, depois que a planta já brotou, e destruírem os brotos que viriam a ser cachos de uvas. Com as mudanças climáticas, isso tende a piorar, pois a brotação fica desregulada. 

Para evitar que as geadas acabem com safras inteiras, os agricultores usam diversas técnicas. A maioria delas bastante agressiva ao meio ambiente. Eles queimam óleo ou madeira em galões de ferro ou velas enormes entre os vinhedos. Agitam o ar com helicópteros ou turbinas eólicas, o que faz a temperatura subir um pouco.

Os cabos de baixa tensão são uma solução inovadora que já vem sendo empregada em outras regiões, como o Loire. Eles são leves, resistentes às intempéries e fáceis de instalar. Chegam a medir um quilômetro. São instalados na altura dos brotos e têm uma temperatura de 15 a 20 graus. 

Estão sendo desenvolvidos pelo Grupo Prysmian, especializado em cabos para telecomunicações. O grupo está fornecendo para a cooperativa 35 quilômetros de cabos para a cooperativa. 

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!