/Por Ana Beatriz Miranda

A uva tinta Syrah nasceu na França, como grande parte de suas irmãs. Originária do sudeste francês, no Vale do Rhône, mais especificamente, ela é fruto do cruzamento entre a uva tinta Dureza e a branca Mondeuse Blanche, ambas típicas do Rhône e pouco conhecidas. 

Devido à boa adaptação aos diferentes tipos de solos e climas, a Syrah se espalhou por vinhedos do mundo todo, se destacando em diversos países além da França, sobretudo na Austrália. Inclusive, por lá ela tem um nome diferente, Shiraz, embora seja a mesmíssima Syrah. 

Origem

Por ser uma das uvas mais antigas que existem, há várias histórias e lendas que a envolvem. Alguns diziam que essa casta é na verdade egípcia. Outros acreditavam que as primeiras videiras de Syrah foram plantadas por São Patrício em pessoa, o padroeiro da Irlanda. Tem quem falasse ainda que ela surgiu no império persa, onde é atualmente o Irã, em um local que se chamava Shiraz. Hoje é sabido que a Syrah é realmente de origem francesa, nascida e criada no Rhône mesmo.

Características da uva tinta Syrah

A Syrah concentra muitas antocianinas em sua casca grossa, sendo uma uva bastante escura. As uvas são relativamente pequenas com cachos médios e ela se expressa melhor quando cultivada em menor quantidade de plantas por hectare. As características dos vinhos elaborados com ela dependem do terroir

Aromas e sabores

De forma geral, os vinhos de Syrah possuem coloração escura, um vermelho potente. Os aromas que normalmente aparecem são de frutas vermelhas, frutas negras, violeta, pimenta-preta e azeitona preta, se não amadurecer em barricas de carvalho. Caso passe por madeira, o vinho pode apresentar também aromas de chocolate, tabaco e especiarias. Quanto aos sabores, os rótulos de Syrah são complexos, com corpo médio, taninos macios e acidez presente. 

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!