/Por Ana Beatriz Miranda

O Amarone é um dos primeiros da lista quando pensamos em grandes vinhos italianos. Em meio a tantos rótulos icônicos, esse encorpado tinto de Valpolicella se destaca por seu estilo diferenciado. Por várias razões: quanto ao método de elaboração, às uvas utilizadas e, sobretudo, aos aromas e sabores únicos.

Assim como os demais vinhos elaborados em Valpolicella — localizada ao norte da Itália, no Vêneto, nas colinas de Verona — o Amarone é feito a partir das uvas Corvina, Rondinella e Molinara, típicas da região. A Corvina confere personalidade, maciez e cor à bebida, enquanto a Rondinella traz estrutura e a Molinara acidez e taninos. Contudo, sua técnica de produção é específica, chamada de appassimento

O que é appassimento?

Nesse método, as uvas são colhidas e colocadas em esteiras ou suportes de madeira para secarem por cerca de cinco meses. Durante esse tempo, elas se desidratam, perdem 35% do seu peso, se tornando quase uvas passas e concentrando aromas, sabores e açúcar. Só então as uvas são esmagadas para começar a fermentação. Segundo as regras da denominação de origem, o Amarone precisa amadurecer por pelo menos 25 meses em barricas de carvalho. 

Antes de chegar ao mercado, ainda, o vinho deve descansar por um ano na própria garrafa. O resultado é uma bebida bastante alcoólica (de 14 a 17% de teor alcoólico), nobre e de paladar levemente adocicado, por causa da sensação do álcool em boca, já que o Amarone é um tinto seco. Todo esse tempo e cuidado na elaboração explicam a sofisticação e os preços elevados dos Amarones.

Características do Amarone

O estilo do Amarone não passa despercebido nem no olfato e nem no paladar. Ele é um vinho com muita intensidade aromática, com camadas florais, de frutas frescas, frutas cristalizadas, frutas secas e uma nuance de oxidação típica, advinda do estágio prolongado em madeira. Quanto mais tempo ficar na garrafa, outros aromas se abrirão, como especiarias, tabaco, trufa e couro. 

Um bom Amarone pode ser apreciado com quatro ou cinco anos após a safra, mas ele tem potencial de envelhecer até por uns 20 anos. Degustar um Amarone é um deleite para os sentidos. Vale a pena apreciá-lo em uma ocasião especial, deixando-o respirar por uma hora no decanter. É um vinho de prestígio que merece estar na adega de todo enófilo.  

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!