/Por Ana Beatriz Miranda

O vinho Sangiovese está entre os mais renomados do mundo. Essa casta é a grande protagonista da Itália quando o assunto é uva tinta. Sendo cultivada por todo o país, ela se destaca na Toscana, onde dá origem a vinhos de vários estilos, muitos aclamados pela crítica especializada. 

Ela é comparada à Cabernet Sauvignon por sua versatilidade, já que compõe grandes assemblages, mas também origina varietais inesquecíveis. E também pelo bom potencial de envelhecimento. Alguns dos icônicos vinhos que levam a Sangiovese em sua composição, como o Brunello di Montalcino, podem envelhecer por anos a fio. 

Vinho Sangiovese

Chianti

Os vinhos Chiantis são um clássico e representam os rótulos elaborados com a Sangiovese que apresentam grande aporte de frutas vermelhas, aromas de violeta, acidez agradável e toque picante. Geralmente, são exemplares descomplicados e perfeitos para harmonizar. 

Brunello di Montalcino 

Os Brunellos são símbolo de requinte e estão entre os mais nobres vinhos do mundo. A Sangiovese é a estrela da bebida. São rótulos sofisticados, encorpados e longevos, alguns chegando ao auge depois de décadas. Os aromas de baunilha, frutas secas, pimenta-do-reino aparecem normalmente.    

Rosso di Montalcino

Os Rossos são considerados irmãos mais novos dos Brunellos, por serem menos complexos e feitos para o consumo mais rápido. É um vinho de personalidade e estrutura, que deve amadurecer minimamente por um ano em barricas de carvalho.

Nobile di Montepulciano

Outro vinho que também traz a Sangiovese como principal uva, o Nobile di Montepulciano pode variar bastante em suas características. Em geral, são bebidas encorpadas, com taninos marcados e acidez perceptível, sendo bastante gastronômicos. 

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!