/Por Ana Beatriz Miranda

Sumário:

Introdução – Vinho Crianza

Vinho crianza é um dos termos que causa bastante confusão. Apesar do som e a escrita serem semelhantes à “criança”, em português, “crianza” em espanhol não tem relação nenhuma com juventude. Pelo contrário.

A palavra quer dizer “criação”, ao pé da letra, e está diretamente relacionada ao amadurecimento do vinho produzido na Espanha.

Trata-se de uma classificação quanto ao envelhecimento da bebida. 

O vinho crianza tinto precisa amadurecer por minimamente dois anos, sendo seis meses necessariamente em barricas de carvalho.

Já os brancos e os rosés devem ficar um ano e meio, sendo seis também em madeira.

Esse tempo de maturação foi determinado pela Ley de la Viña y del Vino, legislação espanhola que rege as regras de vinificação.

Rioja e Ribera del Duero, duas das mais importantes regiões produtoras de vinhos da Espanha, possuem determinações ainda mais rígidas para que um exemplar seja crianza.

Por lá, a bebida deve amadurecer por dois anos também, no mínimo, e um deles deve ser em barricas de carvalho.   

Classificação do vinho espanhol quanto ao amadurecimento

O que são Vinhos jovens?

Os vinhos chamados de jovens passam por pouco tempo de amadurecimento.

São chamados de “Vino del año” porque devem ser apreciados no mesmo ano da colheita.

De forma geral, eles se apresentam descomplicados, frutados e frescos, sem passar por barricas de carvalho. 

O que são Vinhos crianzas?

Os crianzas são vinhos muito populares na Espanha e no mundo por terem um pouco mais de complexidade que os jovens, mas serem fáceis de agradar.

Para ser assim classificado, então, a bebida deve envelhecer por dois anos antes de ser comercializada, sendo ao menos seis meses em madeira.

Nas regiões de Rioja e Ribera del Duero, o tempo em carvalho aumenta para um ano.

No caso dos brancos e rosés, mínimo de seis meses em barricas e total de um ano e meio de amadurecimento. 

O que são Vinhos reserva?

Para ser classificado como vinho reserva, ele deve envelhecer por pelo menos três anos, sendo dois em madeira, para os tintos.

Brancos e rosés têm variação de tempo em madeira de acordo com a região, mas o amadurecimento total deve ser no mínimo de dois anos.

São exemplares mais complexos, que sofrem bastante influência da madeira, apresentando aromas e sabores ricos. 

O que são Vinhos gran reserva?

O vinho gran reserva espanhol só é elaborado a partir de safras consideradas extraordinárias, com qualidade acima da média.

O tempo de envelhecimento é de pelo menos cinco anos, sendo minimamente um ano e meio em carvalho e o restante na garrafa.

Os brancos e rosés devem maturar por quatro anos e seis em madeira. São rótulos de qualidade superior, sofisticados e poderosos. 

Confira os vinhos produzidos na Espanha:

vinho
Espanha
Região: Castilla y León
750 ml / TINTO
Coquetel De Vinho Tinto Frisante Carolina Tinto De Verano Premium
R$ 74,00
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Rioja
2014 / 750 ml / TINTO
Vinho Tinto Marques De Caceres Costanilla Tempranillo 2014
R$ 113,00
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Aragón
2013 / 750 ml / Tinto
Enate Edicion Especial 2013
R$ 157,50
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Rioja
2016 / 750 ml / Tinto
Generacion Mc 2016
R$ 249,20
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Yecla
2018 / 750 ml / ROSE
Dominio Espinal Rosado 2018
R$ 119,00
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Valencia
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Doce Doña Dolça Moscatel 2018
R$ 86,00
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Valencia
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Doce Valencian Sun 2018
R$ 142,00
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Catalunha
2017 / 750 ml / Tinto
Vinho Tinto Montrubi Gaintus Radical Sumoll 2017
R$ 251,20
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Catalunha
2018 / 750 ml / TINTO
Vinho Tinto Montrubí Black Garnacha 2018
R$ 197,00
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Douro
2008 / 750 ml / TINTO
Vinho Tinto Montrubi Durona Gran Reserva 2008
R$ 269,60
MAIS DETALHES