/Por Ana Beatriz Miranda

No Brasil, onde se consome muita carne branca, muitos enófilos podem ter a seguinte dúvida: frango combina com vinho? A resposta é sim. E a boa notícia é que harmoniza com diversos tipos de vinhos, do espumante ao tinto. 

A harmonização entre comida e vinho não tem tanto mistério, embora possa parecer complicada à primeira vista. A regra fundamental é combiná-los por intensidades similares. Pratos leves e descomplicados pedem bebidas simples, frescas e jovens. Receitas mais elaboradas e complexas, com muitos ingredientes, precisam de um vinho de igual potência. 

O peso da receita tem relação com os ingredientes usados, os temperos, os condimentos e também a forma de preparo. No caso do frango, há inúmeras possibilidades e, portanto, várias formas de harmonizar. Como se trata de uma carne de sabor delicado, independentemente da preparação, o vinho escolhido não pode ser muito robusto.  

O frango frito fica ótimo com um espumante brut, que “limpa” a gordura da fritura do paladar, estimulando a próxima mordida. O frango cozido tem sabores sutis e pede um vinho branco elegante e de safra recente, como um Sauvignon Blanc do Novo Mundo. Se o frango for feito na churrasqueira, opte por um Chardonnay ou um tinto leve de Pinot Noir ou Gamay

Caso a receita seja frango assado, com sabores tostados, pode apostar em tintos jovens de Pinot Noir, Merlot e em Chardonnay com passagem por barricas de carvalho. O frango grelhado do dia a dia também harmoniza com tintos leves ou brancos frescos. Se o preparo tiver molho cremoso, um Bordeaux branco ou um Riesling da Alsácia, vinhos ricos e com boa acidez, serão ótimas companhias. Frango combina com vinho, sim! E muito.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!