/Por Carolina Almeida

No fim de 2020, o lançamento de um livro chamou a atenção de leigos e enófilos de carteirinha. Em Big Macs & Burgundy: Wine Pairings for the Real World (Big Macs e Borgonha: harmonização de vinhos para o mundo real, em tradução livre), a autora Vanessa Price combina rótulos conceituados, como os produzidos em Bordeaux e Borgonha, com as chamadas junkie foods – comidas industrializadas e nada sofisticadas.

O livro ganhou forma após o sucesso da coluna semanal que ela mantém na New York Magazine, a Grub Street, sobre gastronomia e muitas histórias que vive na Big Apple. Entre esses casos, ela faz combinações pouco usuais, como um vinho Sancerre com o salgadinho Cheetos, que, nas palavras dela, “combinam feito leite e biscoitos”.

Algumas das combinações sugeridas na obra são Big Mac e um bom vinho tinto da Borgonha; Quarteirão e um Supertoscano; e sundae de caramelo com um Tawny 20 anos. Se a ousadia da autora também despertou sua curiosidade, é possível acessar as colunas que ela escreveu em grubstreet.com e comprar o livro na Amazon.com (116,24 reais).

A conexão

Combinar um Big Mac com um tinto da Borgonha tem explicação, segundo Vanessa Price: uma das principais características do vinho borgonhês é o sabor terroso, que lembra cogumelo, seguido pelos elementos frutados – algo de cereja e framboesa. O conjunto combina com o molho especial do lanche. O leve toque tânico limpa a gordura da carne e do queijo, e os picles aumentam as sensações aromáticas de frutas presentes no vinho.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!