/Por Ana Beatriz Miranda

Os vinhos da França são os mais requisitados, amados e apreciados do planeta. Embora não seja um país muito grande, comparado ao Brasil, é claro, com suas dimensões continentais, há muitas microrregiões com solos e climas muito distintos no país. Isso faz com que haja diversos terroirs que dão origem a vários estilos de vinhos diferentes. A maioria de qualidade ímpar. 

A França ostenta o título de maior produtora de vinhos do mundo há bastante tempo. A bebida faz parte da cultura dos franceses, sendo consumida todos os dias com as principais refeições. Aliás, o vinho é registrado como alimento por lá, regulamentado por lei. A legislação é rigorosa quanto às regras de elaboração e, por isso, os rótulos franceses possuem um nível elevado. 

A história do vinho francês se confunde com a própria história da bebida. Ao longo dos séculos, pragas naturais — como a filoxera que destruiu centenas de quilômetros de vinhedos — e destruições causadas pelo homem, como as grandes guerras, atingiram o país. Contudo, entre tropeços e crises, a viticultura francesa sobreviveu bravamente, apresentando aos enófilos exemplares sempre impecáveis. 

Existem 15 regiões produtoras na França, algumas muito pequenas, voltadas para a elaboração de produtos consumidos internamente e outras muito célebres. Os vinhos classificados como “vins de France” ou “vins de table” constituem a maior parte da produção. Os exemplares não precisam seguir regras específicas, mas não podem trazer em seus rótulos nomes de regiões ou vinhedos. 

Os “vins de Pays” estão acima dos “vins de France” e seguem algumas especificações, como regiões de cultivo e variedades de uvas. Em 2009, a classificação mudou de nome para Indication Géographique Protégée (Região Geográfica Protegida). Os vinhos mais sofisticados do país são elaborados sob a Appellation d’Origine Contrôlée (Denominação de Origem Controlada) e seguem regras mais rígidas, desde o cultivo, passando pela vinificação, amadurecimento e venda. As áreas específicas podem ser regiões maiores, pequenas áreas, comunas, cidades e vinhedos únicos. 

Principais regiões produtoras de vinhos da França

Bordeaux

Bordeaux está localizada no sudoeste da França e é berço dos vinhos mais famosos do mundo. Ainda que a maioria dos rótulos sejam tintos, há brancos incríveis e espumantes Crémant autorizados pela denominação de origem. Há diversas AOCs em Bordeaux e vinícolas (chamadas de châteaux) classificadas como crus, com níveis de 1 a 5. As uvas mais cultivadas em Bordeaux são Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Sémillon, Sauvignon Blanc e Muscadelle.  

Borgonha

A Borgonha, no leste francês, é a segunda mais importante região produtora de vinhos da França, famosa tanto por seus tintos quanto por brancos. As sub-regiões borgonhesas mais destacadas são Chablis, que produz brancos de excelência, Côte d’Or, terra do extraordinário Romaneé-Conti, e Beaujolais, onde é feito o badalado Beaujolais Nouveau. As uvas Pinot Noir e Chardonnay são as que mais brilham na Borgonha.  

Champagne

Champagne é lugar dos espumantes mais elegantes já elaborados, os champanhes. Localizada no nordeste do país, a região é fria e muito propícia ao cultivo das uvas que dão origem ao vinho borbulhante, Pinot Noir, Chardonnay e Pinot Meunier. Para ser chamado de champanhe, a bebida deve ser elaborada na região homônima, utilizar essas uvas e atender às inúmeras especificações de elaboração, como o método Champenoise. 

Vale do Rhône

Côtes du Rhône ou Vallée du Rhône (chamado de Encostas do Ródano ou Vale do Ródano, em português) é uma região do sul da França. Por lá são elaborados vinhos potentes e expressivos, sobretudo com Syrah, Grenache e Mourvèdre. Entre as principais AOCs está Châteauneuf-du-Pape, terra de rótulos admirados por especialistas.

Provence

No sudeste da França, fica Provence, onde são feitos rosés deliciosamente frescos e elegantes. Cerca de 90% do total da produção de vinhos da região são de rosés, com estilos variados, entre varietais e blends. As uvas mais cultivadas por lá são as brancas Rolle, Ugni Blanc e Bourboulenc e as tintas Grenache Noir, Syrah, Mourvèdre, Carignan e Cinsault.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!