/Por Carolina Almeida

O ano de 2020 foi atípico. Embora tenha sido de crescimento para o mercado de vinhos brasileiros, que logo nos primeiros meses da pandemia viu o consumo subir a níveis nunca experimentados, praticamente todas as pessoas do mundo torciam para o ano acabar logo. Em Portugal, um cidadão foi mais longe.

Cansado de tudo o que viu e viveu, o artista plástico Francisco Eduardo comprou mil garrafas de um varietal de syrah da safra de 2017, produzido pela Adega da Azueira, e decidiu rotulá-los com uma singela mensagem: “Que se fod* 2020”. Em dois dias, o vinho – vendido a 15 euros por garrafa – se esgotou.

Depois do sucesso, Francisco Eduardo ressaltou que o nome escolhido não é uma brincadeira, mas sim uma mensagem de fé. “Às vezes deixamos de fazer coisas boas porque temos medo. Eu tinha a sensação de que isso ia fazer bem às pessoas. Tive receio até por meus pais, que não gostam que eu use palavrões. Mas depois pensei: ‘São só palavras, que, por mais fortes que sejam, se estiverem no sítio [lugar] certo, vão trazer muitos risos e felicidade, que é do que as pessoas precisam.’ Acertei em cheio”, disse em entrevista ao jornal português O Público.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!