/Por Ana Beatriz Miranda

O vinho de Rueda, sobretudo o elaborado com a uva branca Verdejo, conquistou seu lugar nas taças ao redor do mundo por seu estilo fresco e elegante. Embora os brancos reinem na região, desde 2008, a denominação de origem permite a produção de tintos e rosés

Rueda está localizada na região de Castilla y León, no noroeste da Espanha, que engloba várias áreas vitivinícolas. Cigales, Bierzo, Toro, Ribera del Duero e, claro, Rueda são as sub-regiões. Cada uma com suas próprias características e vinhos específicos. Cigales é famosa por rosés refrescantes e tintos leves. Bierzo é onde brilha a uva Mencía, com seus tintos frutados e cheios de frescor. Toro tem tido cada vez mais destaque no mundo do vinho, com seus exemplares rústicos e intensos, elaborados principalmente com a Tinta de Toro, uma variante da Tempranillo. Ribera del Duero é a mais famosa de Castilla y León e está entre as regiões mais importantes do país. Muitos dos grandes vinhos espanhóis são feitos lá, onde a Tempranillo expressa todo seu potencial. 

Rueda faz parte da província de Valladolid e é berço de brancos inesquecíveis. Os verões secos e breves, os invernos gelados, os solos pedregosos são ótimas condições para o cultivo de uvas brancas. Verdejo, Viura, Palomino e Sauvignon Blanc, variedades de clima frio, se dão muito bem no território. Inclusive, essas são as castas brancas permitidas. As uvas tintas autorizadas são Tempranillo, Garnacha, Merlot e Cabernet Sauvignon. Os vinhos de Rueda são classificados de acordo com as especificações da D.O. Rueda, que estabeleceu regras de produção, do cultivo à comercialização. 

Classificação do vinho de Rueda

Os vinhos brancos de Rueda são classificados como Rueda, Rueda Espumoso e Rueda Dorado. Os tintos são Tinto Joven, Tinto Crianza, Tinto Reserva e Tinto Gran Reserva. Para os rosés, Rosado e Rosado Espumoso. Recentemente, o sistema de classificação incluiu três designações a mais para vinhos nobres, Gran Vino de Rueda, Rueda Palido e Vino de Pueblo. Além disso, mais uvas foram autorizadas, a Syrah, a Chardonnay e a Viognier. Tudo para que os produtores possam dar ainda mais personalidade aos vinhos locais, elevando a região definitivamente como um dos expoentes vinícolas da Espanha.  

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!