/Por Ana Beatriz Miranda

O consumo de vinhos no Brasil já estava crescendo ao longo dos anos. Todavia, com a pandemia, o aumento sofreu uma superaceleração. Em 2020, bebemos quase 30% a mais de vinho, aquecendo bastante o setor, tanto em exportação quanto em importação. Aliás, o ano que passou foi uma das melhores safras da história da viticultura brasileira e muitos rótulos já estão no mercado. Se antes a gente consumia muito mais vinho de fora, agora o produto local tem conquistado cada vez mais apreciadores. A busca por exemplares brasileiros mais que dobrou no último ano. Mas quais são os vinhos mais consumidos no Brasil? 

Os tintos são os preferidos, seguindo o consumo mundial, vindo em seguida os brancos, os espumantes e depois os rosés. O brasileiro passou a degustar mais e a estocar menos, incluindo a bebida no seu cotidiano, harmonizando mais e aproveitando a experiência enogastronômica efetivamente. Essa realidade ainda é muito distante de virar um fator cultural, como é o vinho na Europa, mas é um grande avanço. Ainda que o isolamento social tenha contribuído expressivamente para a queda das vendas de vinho em bares, hotéis e restaurantes, os enófilos continuam comprando mais nas redes de supermercados. Porém, a compra pela internet cresceu muito e tende a continuar assim. 

Quanto aos países produtores mais consumidos, Chile e Argentina lideram as escolhas, seguidos de Portugal e do Brasil. Em seguida, temos Itália, França, Espanha e Uruguai. Os sabores mais frutados e macios do rótulos chilenos e argentinos agradam mais o paladar do brasileiro. Entre as uvas mais apreciadas, Cabernet Sauvignon, Malbec, Chardonnay e Merlot estão no topo, por serem muito conhecidas, inclusive por quem está começando a se aventurar a beber vinho.   

Os espumantes perderam um pouco de espaço no começo da pandemia pela falta de eventos sociais, já que a bebida tem ligação direta com festas e celebrações. Mas, ao longo dos meses, com a expansão gustativa do brasileiro, esse tipo de vinho voltou a ser bastante consumido. Dois fatores explicam isso: o clima do Brasil ser propício ao frescor e à leveza deles e também o crescimento do interesse pelos vinhos locais. Os espumantes brasileiros são renomados e conhecidos por sua qualidade internacionalmente. Os vinhos mais consumidos no Brasil podem mudar ao longo do tempo, mas o certo é que a bebida veio para ficar na taça do brasileiro.   

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!