/Por Ana Beatriz Miranda

Quando as temperaturas começam a cair e a estação mais fria do ano mostra seus primeiros sinais, logo pensamos em pratos quentes, gostosos e aconchegantes. O fondue é certamente um deles. Claro que fondue e vinho são uma combinação ainda mais especial. 

Fondue é um desdobramento da palavra francesa fondre, que significa fundir. Entretanto, mesmo com laços franceses, o berço desse prato é a Suíça. Há duas histórias que contam como o fondue surgiu. A primeira delas é mais antiga, do tempo da Idade Média. Ela conta que depois de uma nevasca fortíssima, os queijeiros foram impedidos de vender seus produtos. Assim, para que a produção não fosse descartada, eles resolveram acrescentar kirsch, um destilado de cerejas, aos queijos, a fim de conservá-los. Quando fossem comercializá-los, a ideia era fundi-los novamente. 

A segunda história diz que o fondue surgiu na Segunda Guerra Mundial. Devido aos conflitos e ao inverno rigoroso, os suíços tinham que se virar como podiam para se alimentar. Como não conseguiam buscar comida em outros lugares, aproveitavam as sobras de queijo. Eles derretiam-no e comiam-no com pão.

De uma forma ou de outra, a verdade é que o fondue se popularizou a partir dos anos 50, nos Estados Unidos. Um célebre chef de Nova York, Conrad Egli, do restaurante Chalet Suisse, incluiu a receita original, de queijo, em seu cardápio. Ele também criou mais duas versões: fondue de carne e fondue de chocolate. 

Hoje a receita tem liberdade de expressão e é feita de diversas formas. Todas deliciosas e excelentes para serem apreciadas com vinhos. Confira as receitas mais encontradas de fondue e os tipos de vinhos ideais para harmonizar.

Hamonize fondue e vinho

Fondue de queijo

Na receita tradicional do fondue de queijo, acrescenta-se um pouco de álcool. Ele atua como anticoagulante do leite, preservando a cremosidade do prato. Na Suíça, é claro, ainda se utiliza muito o kirsch, mas no resto do mundo é comum usar vinho branco. Os queijos mais usados são o gruyère, o emmental e o gouda. Você pode mergulhar no fondue pão ou legumes. Por causa do alto teor de gordura da receita, o vinho para harmonizar tem que ter acidez acentuada. Sauvignon Blanc, Pinot Grigio e Chardonnay sem passagem por madeira são boas opções. 

Fondue de carne

Uma versão famosa do fondue de carne é o Bourguignonne, com carne frita. Outra muito popular é a de cubinhos de filé-mignon crus. O sabor é garantido pelos vários molhos que acompanham. Para a escolha do vinho, você deve focar nos molhos. Se o molho tiver pimenta, mostarda e shoyu, o vinho pode ser um Merlot, Syrah ou Malbec jovens. Um Cabernet Sauvignon também pode ser uma boa combinação. De forma geral, tintos com bom corpo e acidez equilibrada harmonizam bem. 

Fondue chinês 

Também chamado de Bouillon, o fondue chinês é basicamente um caldo muito rico, cheio de vegetais, legumes e camarão, poderosos em aromas e sabores. Ele pode levar pedaços de carne suína e frango. Para harmonizar, você pode escolher vinhos tintos ou brancos. Se optar por um tinto, ele deve ser leve, jovem e fresco. No caso do branco, escolha algum que tenha boa acidez, mas também estrutura. Uma combinação nada óbvia que fica deliciosa é um espumante brut

Fondue de chocolate

Feito geralmente com chocolate meio amargo, o fondue doce deve ser harmonizado com um vinho de igual maior dulçor, para que ele não desapareça no paladar. Um vinho do Porto Tawny é uma ótima escolha. Se o fondue for de chocolate branco ou de creme de avelã, um espumante Moscatel casa perfeitamente. Para servir, frutas frescas da estação.  

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!