/Por Ana Beatriz Miranda

Embora sejamos um país que consome muito arroz, o risoto demorou um pouco para se popularizar no Brasil. Isso porque há não muito tempo, era difícil encontrar o arroz arbóreo — tipo com mais amigo, produzido no Piemonte, na Itália — por aqui. Mas o cenário mudou e hoje a gente come esse prato como nunca. E, claro, para a experiência ser ainda mais gostosa, temos que combinar vinho e risoto.  

O vinho já começa na preparação do risoto, inclusive, muito antes da taça. De preferência, sirva à mesa o mesmo exemplar. A harmonização certamente será boa. Porém, a combinação dos dois pode ir muito além. Como regra geral, é preciso ter em mente os ingredientes do risoto para escolher um vinho que orne. Aí você pode harmonizar por contraste ou por afinidade. O bacana é ir testando e descobrindo as melhores combinações. Confira algumas harmonizações de vinho e risoto comprovadamente deliciosas. 

Harmonize vinho e risoto

Risoto com cogumelos

Sucesso em restaurantes e risotos caseiros, o funghi pode ser feito com cogumelos secos ou frescos. Devido aos sabores terrosos, o vinho ideal para equilibrar esse risoto deve ter toques terrosos também, como um Pinot Noir ou um Syrah maduros. Se quiser apreciar um vinho branco, vá com um Chardonnay que amadureceu em carvalho, que tem acidez, mas também potência. 

Risoto parmegiano

Um clássico italiano, o risoto parmegiano leva só queijo parmesão, vinho branco seco, caldo de legumes ou galinha, cebola e arroz arbóreo. Para harmonizar, um clássico de Portugal, o vinho verde, que tem acidez e toques herbáceos ideais para sustentar a cremosidade do risoto. 

Risoto de cordeiro

O risoto de cordeiro é cheio de sabores complexos, sendo o preferido de quem aprecia carne vermelha. Um bom Pinot Noir, californiano ou o tradicional borgonhês, fica sensacional com esse prato. É aquela harmonização sem erro. Porém, surpreendentemente, um vinho branco de Viognier, uva branca com alma de tinto, por sua robustez, equilibra com perfeição o peso do risoto de cordeiro. 

Risoto de camarão

O risoto de camarão ou de outros frutos do mar, como lula e polvo, traz sabores mais delicados e, por isso, combina com vinhos menos estruturados. Brancos de Sauvignon Blanc, que têm acidez pronunciada, aromas de ervas e frutas cítricas, são excelentes opções. Você também pode combinar esse prato com um Chardonnay jovem, sem passagem por barricas. 

Risoto de bacalhau

O bacalhau é um peixe de sabor pronunciado e, no risoto, o prato se torna ainda mais estruturado. O vinho para combinar pode ser tinto ou branco, desde que tenha potência à altura da receita. Se optar por um tinto, escolha um que tenha poucos taninos, como um Merlot jovem. Caso prefira um branco, a melhor pedida é um que passe por barricas de carvalho.  

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!