/Por Erwane Kaloudoff

Em janeiro passado, um famoso proprietário de “Crus classés” em Bordeaux apontou sem rodeio na imprensa o atraso, a falta de dinamismo e a renovação dos vinhos de Bordeaux. Este último ataque soma-se a uma longa lista de críticas virulentas aos vinhos de Bordeaux desde meados dos anos 2000. 

Questão de paladar 

Em primeiro lugar, nossas papilas gustativas têm mudado. Enquanto os consumidores têm gostado de vinhos jovens, mais frutados e suaves, os Bordeaux têm sido criticados por seus aromas muito amadeirados, tânicos e técnicos demais, e até uniformes. 

Com o passar do tempo, nossos hábitos de consumo foram se transformando. Muitas vezes, degustamos os vinhos de Bordeaux muito cedo, muito jovens; isso gera uma impressão desagradável: todos eles se parecem! Esse potencial de envelhecimento tão característico do Bordeaux, que já foi considerado um trunfo, agora se transformou em uma desvantagem. Na verdade, o Bordeaux pode ter decepcionado muitos paladares impacientes. 

Aumento exagerado dos preços

Uma vez mais acessíveis, os vinhedos de Bordeaux foram aos poucos sendo comprados por instituições ou fundos de investimentos, que decidiram especular e decretar da noite para o dia que o preço da garrafa aumentasse drasticamente. Os consumidores podem ter percebido isso como desrespeitoso. A alta nos preços dos Grands Crus, como em 2010 ou 2018, também afastou muitos amantes do vinho, comerciantes de vinho e sommeliers. Em geral, os especialistas estimam um aumento de 700% no preço dos vinhos de Bordeaux entre 1986 e 2012.

Muito esnobe, muito arrogante, vivendo muito de sua reputação e de suas conquistas e optando pelo mercado chinês… a imagem do vinhedo bordalês foi gradualmente manchada.

Bordeaux: uma vinha grande e complexa

Escolher um vinho de Bordeaux pode ser trabalhoso. Devido a quantidade de denominações diferentes, muitos consumidores podem não se sentir “legítimos” em escolher um bom rótulo.

Extensa, Bordeaux se divide em três partes ao longo do rio Gironde: margem esquerda, margem direita e Entre-Deux-Mers. E cada uma das comunas de cada parte se tornou uma denominação de origem. À direita do rio, predomina a Merlot; à esquerda, a Cabernet Sauvignon. Entre-Deux-Mers é conhecida por seus brancos. Lá em Bordeaux não dá para fugir do conhecimento básico das denominações, já que os vinhos não costumam estampar a uva no rótulo.

Uso de agrotóxicos na viticultura

O vinhedo líder na França, em termos de área e volume de produção, sofreu também muitas críticas. Isso sem falar no programa de Investigação de Dinheiro de Elise Lucet, veiculado em 2016, denunciando o uso de agrotóxicos na viticultura e mais especificamente no Sudoeste, que abalou toda a indústria de Bordeaux.

Um fenômeno franco-francês ?

Segundo muitos atores do setor, no entanto, essa difamação continua sendo essencialmente franco-francesa. Fora a França, e no mundo inteiro, Bordeaux manteria toda a sua aura, assim como o champanhe. Segundo comerciantes que atuam no setor de exportação, até o aumento do Borgonha branco no exterior não prejudicou o Bordeaux.

Apesar de estar cada vez menos presente nas nossas mesas, o vinho de Bordeaux continua sendo extremamente popular. São cerca de 20 garrafas de Bordeaux vendidas a cada segundo em todo o mundo.

Mudança de rumo

No campo, a conscientização já percorreu um longo caminho, e as práticas evoluíram. Vários vinhedos, assim que toda uma nova geração de viticultores, mudaram seus métodos de vinificação, ampliaram suas gamas, deixaram de abusar dos aromas amadeirados, diversificaram as safras, quebraram os códigos de embalagem e rotulagem, adotaram o e-commerce. 65% dos Châteaux de Bordeaux agora também estão envolvidos e certificados em iniciativas ambientais, em comparação com apenas 35% em 2014. Para quem trabalha na área, as linhas estão realmente se movendo. 

É uma excelente notícia, já que será preciso mais do que uma batalha pela imagem para reconquistar o coração dos consumidores, bem informados e cada vez mais ansiosos para conhecer novos “terroirs”, às vezes mais confidenciais.

Experimente nossas seleções e viva a melhor e mais abrangente experiência enológica. Associe-se!