/Por Ana Beatriz Miranda

A máxima de quanto mais velho melhor o vinho quase nunca é verdadeira. Se pensarmos que a maior parte da bebida consumida no mundo é de rótulos jovens, feitos para consumo rápido. Contudo, para o vinho de guarda, o tempo de envelhecimento é mais que essencial. De toda a produção, apenas 10% dos exemplares são elaborados para serem guardados e consumidos depois de anos. 

O vinho de guarda demora anos para expressar todo o seu potencial. O tempo que ele chega ao auge é determinado por vários fatores, como clima, solo, altitude, uvas e técnicas de vinificação. São bebidas complexas, pensadas cuidadosamente antes da colheita, às vezes até mesmo antes do cultivo da videira.

As variedades de uvas são um aspecto muito importante na produção de um vinho de guarda. Há aquelas que possuem características mais favoráveis ao envelhecimento: boa concentração de taninos e de acidez. 

Entre as tintas, uvas mais tânicas ou ácidas são as ideias. Nebbiolo, Sangiovese, Grenache, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Tannat, Syrah, Petit Verdot, Cariñan, Tempranillo, Merlot e Mourvèdre são comumente usadas. As brancas devem ter uma excelente acidez para envelhecerem bem, como a Riesling, Gewürztraminer, Chardonnay, Sémillon, Roussanne e Muscadelle. 

Para saber se um vinho é ou não de guarda, você precisa descobrir o potencial de guarda dele, ou seja, o tempo que ele pode envelhecer até alcançar seu auge. Essa informação é passada pelas vinícolas e, muitas vezes. Os vinhos tintos, ao amadurecerem, adquirem colorações terrosas. Os rosés ficam alaranjados e os brancos vão para o dourado ou âmbar. 

O envelhecimento é proporcionado pela micro-oxigenação por qual o líquido passa. Isso altera os aromas e os sabores do vinho, deixando-o mais macio e intenso. Os aromas terciários só aparecem com tempo de guarda, formando o bouquet do vinho, composto por aromas de frutas secas, como ameixa, damasco e figo, couro, caramelo, terra úmida, folhas secas, castanhas e mel. 

Importante lembrar que ao adquirir um vinho de guarda, você deve se atentar para as condições de armazenamento dele. As garrafas devem ser alocadas em um ambiente livre de trepidações, com temperatura, luz e umidade controladas. Bom deixá-las na horizontal, para que o líquido respire em contato com a rolha.