/Por Ana Beatriz Miranda

Na produção de vinho, existem inúmeras técnicas de vinificação, de acordo com a cultura do país e o estilo da bebida. O appassimento é uma dessas técnicas. Ele é usado principalmente no nordeste da Itália e dá origem a vinhos tintos e vinhos doces icônicos.

Appassimento significa apaixonado. É uma referência à doçura e a intensidade dos aromas e sabores que os vinhos adquirem. Também tem relação com a dedicação e o trabalho necessários para a execução do processo.

O que é e a origem da técnica

A técnica consiste em deixar as uvas secarem até se tornarem passas, para então se iniciar a vinificação. Acredita-se que o appassimento tenha surgido no século 1 a.C., como um método para preservar as uvas ainda nas videiras até o momento da colheita. Os viticultores perceberam que o vinho resultante se tornava mais interessante e concentrado, ganhando o nome de Recioto.

O processo de appassimento perdurou durante os séculos como uma técnica ancestral. No início do século 20, passou a ser usado, com adaptações mais modernas, para a elaboração de um dos mais célebres vinhos italianos, o Amarone della Valpolicella, um tinto seco complexo e ousado.

Técnica do appassimento

Atualmente o método ainda preserva sua forma tradicional, mas com algumas inovações. As uvas são colhidas no tempo certo de maturação e colocadas em esteiras ou penduradas em varais para secar durante os meses de outono. Assim, os cachos perdem cerca de 30% de água, concentrando açúcares e muito sabor.

No passado, as uvas eram penduradas de cabeça para baixo nos tetos dos celeiros ou das casas. Hoje, elas ficam em esteiras de palha ou de bambu em salas específicas projetadas para isso. Para evitar que os cachos se deteriorem, a circulação do ar é fundamental.

O processo de appassimento é regulamentado pelo Consorzio Tutela Vini Valpolicella, com regras e exigências rígidas. Os vinhos elaborados com essa técnica, o Recioto e o Amarone, vêm de Valpolicella, no Vêneto. As uvas utilizadas são Corvina, Rondinella e Molinara.

Além da Itália, algumas vinícolas dos Estados Unidos têm implementando o appassimento como técnica de vinificação. Mas ainda de forma experimental.    

Vinhos da Itália na Sociedade da Mesa:

vinho
Itália
Região: Delle Venezie
2018 / 750 ml / Rosé
Ca’ Lunghetta Pinot Grigio Rosato 2018
R$ 67,50
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Treviso
2018 / 750 ml / ESPUMANTE
Espumante Tutela Prosecco Di Treviso Extra Dry
R$ 82,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Sicilia
2019 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Trovati Bianco 2019
R$ 84,75
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Trentino Alto Adige
2019 / 750 ml / Branco
Vinho Branco Forte Alto Pinot Grigio 2019
R$ 90,40
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Basilicata
2017 / 750 ml / TINTO
Vinho Tinto Labellum Aglianico Del Vulture 2017
R$ 357,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Molise
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Campo In Mare Molise Falanghina 2018
R$ 388,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Puglia
2018 / 750 ml / Branco
Vinho Branco 888 Vermentino Puglia 2018
R$ 100,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Piemonte
2015 / 750 ml / Tinto
Vinho Tinto Araldica Campo Del Senatore Barbera D'Asti Superiore 2016
R$ 244,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Veneto
750 ml / Espumante
Espumante Palladiano Durello 750 Ml
R$ 67,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Emilia Romagna
2017 / 750 ml / TINTO
Vinho Tinto Liberi Di Bere Bene 2017
R$ 64,00
MAIS DETALHES