/Por Ana Beatriz Miranda

Se uma de suas motivações para viajar é o vinho, saiba que existem inúmeros destinos enoturísticos preparados para oferecer experiências inesquecíveis. Dos mais clássicos aos menos tradicionais, uma viagem voltada para o enoturismo faz com que a gente se aprofunde na cultura da bebida de um determinado local.

Visitas às vinícolas, colheita, refeições harmonizadas, spas do vinho, degustações e wine bars recomendados… As opções de lazer são muitas. Além de conhecer os cenários belíssimos dos vinhedos, você vê de perto como é a produção vitivinícola. 

É importante se atentar para a data da viagem enoturística porque as videiras têm ciclos. Pesquise e entenda as melhores estações para visitar cada região, de acordo com a fase que a uva estará. Os sites das vinícolas costumam trazer as melhores épocas para visitação.

De qualquer forma, é possível viajar nas quatro estações. É só você saber o que esperar de cada uma delas. Na primavera, as videiras estão verdes e repletas de cachos de uvas. O verão é tempo de colheita e muitas regiões produtoras promovem festas. O outono traz cores únicas e temperaturas frescas, enquanto o inverno traz frio e videiras já sem folhas, mas um encanto peculiar.

Confira destinos enoturísticos imperdíveis!

Vale dos Vinhedos, Serra Gaúcha, Brasil

É possível fazer uma imersão sensacional no mundo do vinho sem sair do país. A Serra Gaúcha tem a primeira Denominação de Origem do Brasil, o Vale dos Vinhedos, e uma preparação impecável para receber enoturistas. Existem opções de hospedagens mais campestres e bucólicas, assim como hotéis de luxo. As vinícolas ficam relativamente próximas. Então é possível conhecer várias em poucos dias. Os programas são diversos, indo de passeios de helicópteros a piqueniques entre as videiras.

Mendoza, Argentina

Com paisagens deslumbrantes aos pés da imponente Cordilheira dos Andes, Mendoza é um destino próximo e acessível que todo enófilo deve conhecer. O câmbio geralmente é favorável, a comunicação não é tão complicada, é mais perto que muitas outras regiões enoturísticas e as opções são bastante diversificadas. Mendoza é um charme de lugar, com uma gastronomia especial. As vinícolas não ficam tão próximas, então vale a pena alugar um carro ou contratar serviço de chofer. Tanto as mais célebres e grandiosas quanto as vinícolas boutique costumam receber — muito bem! — os visitantes. 

Napa Valley, California, Estados Unidos

Napa Valley, a apenas uma hora de São Francisco, é uma das principais regiões produtoras de vinho da Califórnia. As atrações vitivinícolas são incríveis, com um enoturismo muito forte. Há passeios de trem, de balão, experiências gastronômicas deliciosas e cenários de tirar o fôlego. As vinícolas são preparadas para receber turistas com uma infraestrutura sensacional. Uma boa época para viajar é entre o fim de agosto e o fim de setembro, por causa do clima mais ameno.   

Toscana, Itália

A Toscana é uma das mais lindas regiões vitivinícolas do mundo. Impossível conhecer e não se apaixonar por suas colinas verdejantes e romantismo sem igual. Primavera e outono são as melhores estações para conhecer a região, para aproveitar melhor os passeios ao ar livre sem temperaturas extremas. Há vilas pitorescas e pequenas cidades com um enorme patrimônio cultural, além da gastronomia típica e dos vinhos, muitos entre os melhores do planeta.

Bordeaux, França

Bordeaux é a região produtora de vinhos mais famosa que existe. É claro que esse destino de enoturismo clássico não pode ficar de fora! Tudo por lá respira vinho. Dos charmosos bistrôs aos museus especializados na bebida. Há tanta opção que é impossível conhecer Bordeaux em uma só viagem. Você certamente vai sair de lá com vontade de voltar, depois de conhecer châteaux seculares e receptivos.