/Por Ana Beatriz Miranda

O vinho é uma bebida riquíssima em história e cultura. Mais do que apreciar uma boa taça, é sempre muito interessante entender a origem do produto, saber sobre a vinícola, a região de onde o rótulo veio, as uvas com as quais ele é elaborado. Melhor ainda é viajar para esses lugares e ver de perto os vinhedos. Alguns lugares têm museus do vinho para os enófilos se aprofundarem nesse assunto sem fim. Veja só!

Brasil

Crédito: Divulgação

Museu do Vinho Mário Pellegrin – Localizada na cidade de Videira, em Santa Catarina, a casa foi adquirida pela prefeitura em 1983. Em seu entorno há uma parreira e o tema da exposição é a vitivinicultura. São mostrados os objetos de uso dos colonizadores no plantio, colheita e produção do vinho artesanal. É contada a história do município cujo nome é dado graças à grande produção de uvas e vinho.

Espanha

Crédito: Divulgação

Vivanco Museum of Wine Culture – O museu Vivanco tem quase 20 anos, fica em Rioja e explora a relação histórica da humanidade com o vinho. São seis salas, cinco com exposições permanentes e uma temporária. É possível ver ânforas e vasos seculares, quadros, ferramentas da viticultura e peças sensoriais. Um destaque imperdível é o Jardim de Baco, uma enorme coleção de videiras que mostra mais de 220 tipos de uvas.

França

Crédito: Divulgação

La Cité du Vin – Um dos mais icônicos museus do vinho, La Cité du Vin fica em Bordeaux e foi inaugurado em 2016. O local é enorme e tem mais de 20 áreas temáticas com exposições diversificadas, salas de degustação e uma adega poderosa com centenas de vinhos. A arquitetura, por si só, já é um deleite para os olhos. A visita dura de 2 a 3 horas e é um convite ao despertar dos sentidos. Há muitos programas interativos, experiências individuais, coletivas, multissensoriais e imersivas.

Itália

Crédito: Divulgação

MUVIT Museo del Vino – O museu está alocado no Palazzo Graziani-Baglioni, uma construção do século XVII, e fica em Torgiano, uma pequena comuna italiana. Foi aberto ao público em 1974. Possui 20 salas com mais de 3000 artefatos relacionados ao vinho. Há achados arqueológicos, ferramentas e equipamentos técnicos para a viticultura, obras de arte e objetivos de decoração que datam do período medieval, renascentista, barroco e contemporâneo. 

Grécia

Crédito: Divulgação

Koutsoyannopoulos Wine Museum – Localizado na bela ilha de Santorini, esse museu é muito peculiar. Ele fica dentro de uma caverna natural oito metros abaixo do solo. Foi criado pela família Koutsoyannopoulos, como uma forma de traduzir a paixão pelo vinho. São várias gerações elaborando e administrando o museu. Os visitantes conhecem a história do vinho grego desde o século 16, uma verdadeira imersão ao berço da cultura do país.

Portugal

Crédito: Divulgação

Museu do Douro – O Museu do Douro tem por missão a representação do patrimônio natural e cultural da Região Demarcada do Douro, consagrada com o estatuto de Patrimônio Mundial pela UNESCO como paisagem cultural, evolutiva e viva. Misturando tradição e modernidade, é um espaço coletivo de memória e identidade da região vinhateira, em constante diálogo com o presente, e simultaneamente, como instrumento de valorização das atividades associadas à vitivinicultura, ao turismo cultural e ao enoturismo.