/Por Ana Beatriz Miranda

Estrela dos célebres vinhos doces húngaros Tokaji, a Furmint é uma uva branca surpreendente. Seu nome tem relação com “froment”, que em francês significa “trigo”, uma referência à coloração da sua casca, bem dourada, parecida com o grão.

Os Tokaji têm aromas de damasco, mel, laranja, açúcar mascavo e marzipã. Com a evolução, adquirem notas defumadas e picantes, além de tabaco, canela e chocolate.

Além do vinho doce, a Furmint dá origem a brancos secos elegantes, de alta acidez e corpo de leve a médio. São exemplares muito refrescantes, de cor amarelo-dourado e aromas de limão, laranja, maçã verde, pera, gengibre, nuances vegetais e, inusitadamente, fumaça.  

Origem da Furmint

Não existe um consenso quanto à origem dessa variedade. Sua presença representativa na Hungria — cerca de dois terços do total de vinhedos, e estudos do seu DNA, indicam que ela tenha pode ter surgido ali. Porém, há uma teoria de que ela seja italiana e tenha sido levada para terras húngaras na Idade Média.

Alguns estudiosos acreditam que ela seja da Sérvia. Além da Hungria, essa casta é cultivada em vários países da Europa Oriental e Central, como Áustria, Eslováquia, Eslovênia, Croácia e República Tcheca. Inclusive, ela é chamada de outros nomes, de acordo com a região onde é plantada. É conhecida como Sipon, Posip e Mosler.

Características

A Furmint brota cedo, mas amadurece tardiamente. Sua casca é, a princípio, grossa, mas vai ficando bem fina à medida em que amadurece. Por isso, ela é bastante vulnerável ao ataque do fungo Botrytis cinerea, que a desidrata, concentrando aromas e sabores.

Esse processo é conhecido como podridão nobre e é a técnica utilizada na elaboração dos preciosos Tokaji. Já os vinhos secos são elaborados com uvas que não sofrem ataque fúngico. A Furmint se dá melhor em climas de verões secos e quentes e invernos frios. Ela mostra muito potencial em solos vulcânicos.

Harmonização

Os vinhos secos de Furmint harmonizam com ostras, mariscos, saladas verdes, frango e peixe empanados e gastronomia asiática. Já os vinhos doces combinam com queijos azuis e foie gras, por oposição, e sobremesas à base de frutas, como o clássico bolo de frutas cristalizadas húngaro, por afinidade.

vinho
Espanha
Região: Galicia
2016 / 750 ml / BRANCO
La Casa De Las Locas Albarino 2016
R$ 171,00
MAIS DETALHES
vinho
Espanha
Região: Galicia
2016 / 750 ml / BRANCO
La Casa De Las Locas Godello 2016
R$ 159,00
MAIS DETALHES
vinho
Alemanha
Região: Franken
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Divino Cuvée Weiss 2018
R$ 97,00
MAIS DETALHES
vinho
França
Região: Languedoc
2019 / 750 ml / BRANCO
Maison Pourthié Chardonnay 2019
R$ 98,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Puglia
2018 / 750 ml / Branco
888 Vermentino Puglia 2018
R$ 68,75
MAIS DETALHES
vinho
França
Região: Borgonha
2018 / 750 ml / Branco
Baudouin Millet Chablis 2018
R$ 348,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Sicilia
2019 / 750 ml / BRANCO
Trovati Bianco 2019
R$ 113,00
MAIS DETALHES
vinho
Itália
Região: Molise
2018 / 750 ml / BRANCO
Campo In Mare Molise Falanghina 2018
R$ 388,00
MAIS DETALHES
vinho
Portugal
Região: Dão
2020 / 750ml / Branco
Quinta Da Fata Encruzado 2020
R$ 229,00
MAIS DETALHES
vinho
Portugal
Região: Douro
2019 / 750ml / BRANCO
Vinha Do Bispado Branco 2019
R$ 137,00
MAIS DETALHES