Champanhes vintage estão em uma categoria em que os melhores vinhos agregam valor de forma relativamente lenta ao longo do tempo, mas Matthew O’Connell, chefe de investimentos do Bordeaux Index e também CEO da plataforma LiveTrade, disse que “o mercado de champanhe enlouqueceu nos últimos meses”.

Krug 2002 e 2004 estão entre os rótulos que mais encareceram em setembro, comparado com o mês anterior, com base nas negociações da LiveTrade. O preço do Comtes de Champagne 2006, da Taittinger, também saltou 19% em setembro. Dom Pérignon 2004 subiu 7% e Cristal 2004, 2009 e 2012 aumentaram 8%, 9% e 6%, respectivamente.

No Índice de Bordeaux, as vendas de vinhos finos e destilados no primeiro semestre de 2021 atingiram 82 milhões de dólares (455 milhões de reais), um aumento de 44% em relação ao mesmo período de 2020. Para o champanhe especificamente, O’Connell diz que esse pico provavelmente foi impulsionado pela maior demanda após a reabertura de restaurantes, além de um rápido desenvolvimento da procura dos compradores na Ásia.

Do ponto de vista de investimento, o Bordeaux Index destacou em recente relatório que vale considerar essa mudança no perfil de Champagne, dando à região “características atraentes no médio prazo (de dois a três anos, pelo menos)”. É recorrente ter retornos sólidos ao longo do tempo, especialmente quando as garrafas de determinadas safras estão com estoques baixos. É cedo para saber, mas colecionadores podem ter agora uma nova intenção. 

Vinhos da região Champagne – França:

vinho
Região: Champagne
228ml / TACA
Tacas Champagne 2 Tacas
R$ 83,70
MAIS DETALHES
vinho
França
Região: Champagne
750 ml / Espumante
Champagne Jm. Gobillard & Fils Rose Brut
R$ 746,00
MAIS DETALHES
vinho
França
Região: Champagne
750 ml / Espumante
Champagne Jm. Gobillard & Fils Brut Grande Reserve Premier Cru
R$ 772,00
MAIS DETALHES