/Por Carolina Almeida

A descoberta, uma das mais importantes até hoje, foi feita na cidade de Yavne após dois anos de escavações. De acordo com a agência Associated Press, o local foi uma potência vinícola durante o Período Bizantino e a principal unidade de produção do que era conhecido como “vinho de Gaza” ou “vinho de Ashkelon”, uma bebida branca e leve que foi levada a diversos países próximos ao Mediterrâneo, como Egito, Turquia e Grécia.

O complexo tinha capacidade de produção de 2 milhões de litros por ano, o correspondente a 520 mil galões. Também foram encontrados fornos para a produção de vasos de argila (para o armazenamento e envelhecimento da bebida), prensas e armazéns. Segundo a autoridade de antiguidades de Israel, o local será preservado para formar um parque arqueológico no futuro.