França

Para começar o banquete, além das castanhas e das frutas da estação, a pedida é o foie gras. Por lá, a iguaria é vendida em blocos e servida com torradas. Por ter uma quantidade boa de gordura, ele fica perfeito com champanhe ou com um Sauternes.

Espanha

O cochinillo, ou leitão assado, assume o prato central da ceia – principalmente na região de Castilla y León. A carne é assada servida com batatas e cebolas caramelizadas – ideal para um suculento tempranillo, uva por trás de grandes rótulos de Rioja e Ribera del Duero.

Estados Unidos

Além do peru, os americanos abusam de acompanhamentos vegetais, como o green beans casserole: caçarola de sopa de cogumelos, vagem cozida e cebolas fritas. Harmonize com um chenin blanc, que tem acidez para cortar a cremosidade do caldo.

México

Um dos pratos típicos é o tamal, à base de milho (ingrediente sagrado na cultura maia) e que se parece com pamonha, mas é recheado com frango, queijo ou abobrinha. Acompanhe o quitute com um chardonnay – melhor ainda se for um que estagiou em barricas.

Argentina

A maioria dos pratos natalinos dos hermanos é da Itália. Um deles é o vitel toné (vitello tonnato, em italiano): carne de vitela fatiada fria e coberta por um molho de anchovas, atum, maionese, creme de leite e alcaparras. Um Valpolicella ou um Chianti é ideal!

Itália

Pesquisa com 60 chefs do país da bota revelou quais pratos não podem faltar na ceia. O mais votado foi o panetone, doce milanês e símbolo natalino. Harmonize com vinhos moscatel (moscato), que têm toque frutado e floral. Já o chocotone combina com vinho do Porto.