/Por Ana Beatriz Miranda

O que faz uma boa adega? A organização, sem dúvidas, é um requisito fundamental. Para todos os tipos de enófilos. As pessoas que estão começando a degustar, quem compra vinho de guarda ou os que fazem coleção com centenas de rótulos, um armazenamento adequado é uma necessidade para que a qualidade da bebida se mantenha impecável.

A catalogação correta contribui para que um exemplar seja consumido na hora certa, além de explicitar qual tipo de vinho aparece mais, contribuindo para a decisão de compra. Sem contar a agilidade na hora de pegar uma garrafa para consumir. Preparamos dicas para você deixar a sua perfeitamente organizada.

Fatores a considerar

Garrafas e vedantes

Se o vinho for vedado com rolha e precisar amadurecer, ele deve ser armazenado deitado. Isso faz com que a rolha entre em contato com o líquido, permitindo a micro-oxigenação e evolução. Os que são vedados com screw cap ou vinolok podem ficar em pé ou deitados.

Temperatura e umidade

A temperatura ideal para armazenar vinhos de vários tipos é de 12 a 14°C. A umidade deve estar entre 55 e 75%. Importante se atentar também à incidência de luz. Os raios ultravioletas são muito nocivos à bebida. Sendo assim, antes de mais nada você deve escolher o lugar ideal para armazenar seus exemplares, seja adega climatizada, elétrica ou um ambiente projetado para isso.

Como organizar a adega

A organização vai depender da quantidade média de garrafas que você pretende armazenar. Antes de comprar uma adega ou construir um espaço para isso, pense no seu histórico de consumo.

Organizar a adega de forma similar à uma planilha, com letras para colunas e números para linhas, é uma boa dica para encontrar rapidamente o que você quer. Os vinhos de guarda devem ser armazenados em lugares mais distantes, para evitar que você pegue por engano antes do tempo. Os rótulos de consumo cotidiano devem ficar mais acessíveis.

Organização por estilo

Quem está começando a consumir costuma gostar de segmentar os vinhos por estilo. Separe os brancos, os rosés, os tintos, os espumantes, os licorosos. Para uma coleção pequena, funciona muito bem.

Organização por preço

Para adegas com até 200 garrafas, a organização por preço é boa. Principalmente se você gosta de desbravar novos sabores e descobrir novidades, sem necessariamente ter um critério específico de compra.

Organização por uva

Para adegas com mais de 200 vinhos, a organização por uva é indicada. Separe os varietais de tintos e brancos. Os blends podem ser separados com a uva de maior porcentagem ou você pode separar uma seção só para os cortes. Se quiser uma catalogação mais completa, separe também por safras.

Organização por região

Se sua coleção tem mais de 200 garrafas, a organização por região pode ser uma escolha assertiva. Separe primeiramente por país e depois afunile para regiões.

Organização por produtor

Muito colecionadores gostam de provar tudo o que uma vinícola produz, focando em degustações verticais ou em negociações futuras. Para organizar por produtor, você separa por país, depois por região e aí por produtor.