Lula à dorê

A casquinha frita e crocante que envolve o crustáceo pede um rosé intenso, com boa acidez e corpo médio. A bebida perfeita que limpa a gordura do paladar e quer mais uma bocada. Prove com o Sobreiro de Pegões 2019

Camarão ao alho

É uma variação da receita provençal, que leva uma mistura de ervas secas típicas daquela região francesa, mas que ainda pede um espumante rosé com a assinatura de Provence. Combine com o Maries de la Mer Brut Rosé

Milho-verde com manteiga 

Para garantir uma junção entre vinho e quitute perfeita – tanto na espiga quanto debulhado no pote –, pegue leve no sal. Na medida certa, o vinho ideal é um branco com personalidade e sabor intenso. Tente com o Tenuta Santa Seraffa 2016

Queijo coalho grelhado 

Por ser um queijo de sabor delicado, levemente ácido e pouco salgado, é um companheiro ideal para brancos leves, frutados e frescos. Harmonize com o Carrasviñas Verdejo 2019, que é elegante e de final longo. 

Sanduíche natural de atum 

Pão, atum em lata, maionese, alface, cenoura, algumas gotinhas de limão… são muitos ingredientes em uma mordida só. Isso pede um vinho fácil, leve e delicado, como o Torre Cerere Montepulciano d’Abruzzo Riserva Doc 2017

Casquinha de siri

Frutos do mar com toque de doçura, como o siri, pedem brancos frutados ou com algum dulçor. Aqui, vale tentar um sauvignon blanc ou um riesling com leve açúcar residual, como o F-Series Old Vine Riesling 2018.