/Por Bronson Soares

O interesse pelo vinho no Brasil continua crescendo. Com consumo recorde, as vendas de garrafas no país seguem acima do patamar pré-pandemia — com aumento de 27,4% em relação aos dados de 2019, segundo a Ideal Consulting.

À medida que cresceu o interesse pela bebida e pela cultura/história dela, a procura pelo enoturismo seguiu o mesmo caminho. Para enófilos exigentes, selecionamos três rotas incríveis para sua lista de desejos!

Mergulhar em um retiro de vinhos no Vale Millahue, no Chile

@vik_wine

Na região central do Chile, o luxuoso hotel-vinícola VIK Chile fica em um terroir conhecido pelos nativos como Millahue, que significa o “lugar do ouro”. Recebeu esse nome por causa da beleza natural, da diversidade biológica e do ouro encontrado naquela área.

Com design e arquitetura vanguardistas, o empreendimento é altamente sustentável e tecnologicamente criativo – em 2021, foi eleita a oitava melhor vinícola do mundo pela premiação World’s Best Vineyards.

Referência em enoturismo na América do Sul, o VIK Chile conta com 4.500 hectares com perfeitas condições climáticas para a produção do vinho e oferece diversas experiências envolvendo a bebida: os hóspedes podem visitar a vinícola guiados por especialistas, andar a cavalo pelos vinhedos, realizar degustações e harmonizações no restaurante Milla Milla, além de aproveitar os benefícios terapêuticos no Wine Spa – os tratamentos utilizam os agentes naturais da matéria-prima do vinho, como os polifenóis e o resveratrol das uvas, para garantir ações de rejuvenescimento, hidratação e nutrição da pele.

No VIK Chile, o vinho também é considerado uma expressão de arte, que constitui parte fundamental da marca. Cada uma das 22 suítes e das sete casas foi decorada com ampla coleção de peças de arte, incluindo instalações especialmente pensadas para o lugar, feitas por artistas chilenos e internacionais.

Apreciar os sabores suntuosos da Sicília, na Itália

@regentcruises

O país da bota acaba de abrir as fronteiras para turistas brasileiros, e é a hora perfeita para fazer um cruzeiro em um dos litorais mais bonitos do planeta. Partindo de Roma, os navegantes do Regent Seven Seas Cruises embarcam rumo à Sicília antes de cruzar o Mar Mediterrâneo e chegar à Grécia.

Na Ilha do Sol, bons bebedores poderão provar os vinhos de renome mundial na estimada vinícola Tenuta San Michele, que se aninha nas terras férteis na base do Monte Etna. Uma propriedade diferenciada, que aproveita ao máximo o microclima ideal da área de invernos frios, verões temperados e chuvas abundantes.

Os turistas também vão aprender mais sobre a qualidade das uvas da região – graças às características do solo lávico, rico em potássio e sais minerais. A vinícola conta com 25 hectares de vista panorâmica deslumbrante, onde são plantadas cepas únicas do Etna, incluindo a nerello mascalese, a nerello cappuccio, a carricante e a catarratto.

Os simpáticos anfitriões prepararam uma degustação requintada das melhores safras da propriedade, aprimoradas por descrições informativas das seleções do dia acompanhadas de petiscos sicilianos.

Virar especialista na melhor adega das Maldivas

@anantarakihavah

A Wine & Spirit Education Trust (WSET) é a principal organização internacional na área de educação em vinhos, destilados e saquês. Presente em mais de 70 países, o primeiro programa WSET nas Maldivas acaba de ser lançado exclusivamente no resort Anantara Kihavah – o primeiro em toda a Ásia.

Essa nova experiência permite que tanto enófilos quanto amadores expandam seus conhecimentos sobre vinho durante as férias nesse santuário no Mar Índico. Guiados por um sommelier, os participantes serão submetidos ao curso de nível 1 do WSET.

O programa inclui três sessões de degustação de vinho de duas horas e um exame teórico final. As sessões de prova acontecem no SEA, o premiado restaurante e adega subaquático do resort que conta com 450 garrafas de 20 países (a adega mais extensa das Maldivas). Após a conclusão bem-sucedida do curso, os alunos- -hóspedes receberão um certificado oficial, além de um distintivo de lapela da instituição.