/Por Marjorie Zoppei

A partir do dia 6 de maio, estão abertas as portas da Cité Internationale de la Gastronomie & du Vin, um empreendimento projetado e construído ao longo de dez anos e com investimento de mais de 250 milhões de euros.

Em um espaço de 1.750 metros quadrados dedicado à gastronomia francesa e ao vinho, a cidade que abriga o museu não poderia ser mais acertada: Dijon, capital da Borgonha.

Próximo dos mais famosos vinhedos da Borgonha e da Route de Grand Crus, a estimativa é atrair até 1 milhão de visitantes por ano – que vão poder experimentar uma seleção de 250 vinhos (é claro!) e aulas de culinária, além do restaurante La Table du Chef, dirigido pelo chef borgonhês Éric Pras, que tem três estrelas Michelin no currículo. Conta também com um hotel quatro-estrelas que, em 2023, vai inaugurar uma piscina, um spa e um restaurante.