/Por Ana Beatriz Miranda

Localizada ao norte de São Francisco, na Califórnia, Napa Valley é a mais renomada região produtora de vinhos dos Estados Unidos. Os exemplares elaborados por lá são de diversos estilos, desde os mais descomplicados, feitos para o consumo cotidiano, até os mais nobres, inclusive vinhos de culto, almejados por enófilos no mundo todo.

Origem dos vinhos de Napa Valley

Os primeiros vinhedos da região foram plantados no século 17 e produziam uvas e vinhos para o consumo de missionários espanhóis que chegaram na Califórnia. Com a Corrida do Ouro, na segunda metade do século 19, houve um aumento considerável do fluxo de pessoas e, consequentemente, da demanda de vinho, impulsionando o mercado. 

A praga filoxera, que dizimou quase todos os vinhedos europeus, foi outro estímulo para o crescimento vitivinícola californiano. Isso porque a solução encontrada para a recuperação das vinhas europeias era usar as raízes das videiras americanas como porta-enxerto, já que elas não eram atacadas pela filoxera. Dessa forma, várias variedades francesas foram trazidas da Europa para os Estados Unidos, aumentado a diversidade. No século 20, mais de 300 castas já eram cultivadas por lá. 

Contudo, em 1919, foi instituída a Lei Seca, prejudicando expressivamente o consumo e a produção de vinhos em todo os Estados Unidos. A lei foi revogada em 1933, mas a promessa de desenvolvimento vitivinícola sofreu uma interrupção de proporções enormes e demorou para se reerguer. 

O Julgamento de Paris

Até que em 1976, o nome de Napa Valley se tornou o centro das atenções do mundo do vinho, no evento conhecido como Julgamento de Paris. Alguns produtores locais já vinham produzindo rótulos de alta qualidade e um inglês especialista e editor da revista Decanter, Steven Purrier, resolveu levar rótulos de Napa Valley para uma degustação às cegas em Paris. 

Indo contra toda e qualquer expectativa, os exemplares californianos foram os campeões da degustação, algo inimaginável para a época, em que os exemplares bordaleses e borgonheses estavam no topo de tudo. 

Terroir e principais uvas

Oo terroir de Napa Valley é bem diverso, com vários tipos de solos e microclimas. O clima predominante é mediterrâneo, com sol o ano todo e brisas marítimas frescas, ideais para o cultivo de videiras. A maior parte das vinícolas de Napa são sustentáveis e familiares. A região tem 16 sub-regiões e se tornou, ao longo do tempo, o segundo destino turístico mais procurado da Califórnia, depois da Disney. 

Por suas características naturais serem ótimas para o cultivo de vários tipos de uvas, Napa Valley tem uma grande gama de castas viníferas. Porém, a Cabernet Sauvignon, a Zinfandel, a Merlot, a Chardonnay e a Sauvignon Blanc são as mais difundidas.

Muitos vinhos elaborados com a Cabernet Sauvignon estão entre os melhores do mundo. Eles costumam ter um excelente potencial de guarda. Entre as brancas, a Chardonnay se destaca, com passagem por barricas e aromas característicos de coco e baunilha. 

Confira os vinhos da Uva Chardonnay

vinho
França
Região: Borgonha
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Baudouin Millet Chablis 2018
R$ 351,76
MAIS DETALHES
vinho
Turquia
Região: Aegean
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Sarafin Chardonnay 2018
R$ 296,47
MAIS DETALHES
vinho
França
Região: Languedoc-Roussillon
2019 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Maison Pourthié Chardonnay 2019
R$ 117,65
MAIS DETALHES