/Por Ana Beatriz Miranda

O enoturismo tem se estruturado cada vez nas últimas décadas. As regiões vitivinícolas viram no turismo voltado para o mundo do vinho um negócio que impulsiona o consumo da bebida, além de ser muito rentável. Por isso, foram criadas as rotas do vinho, caminhos traçados para explorar ao máximo as experiências relacionadas à nossa bebida favorita. 

Para facilitar a vida do enoturista, as rotas incluem opções de acomodações e o melhor da gastronomia local. É interessante pesquisar as épocas mais propícias para o que você deseja da sua viagem. Se você for fazer rotas do vinho na América Latina e quiser ver de perto a colheita das uvas, fevereiro e março são os meses indicados.

Rotas do vinho na América Latina para você conhecer

Caminos del Vino, Argentina

Destino queridinho dos brasileiros, a Argentina é um destino enoturístico de fácil acesso e valores acessíveis. Mendoza é a região vitivinícola mais célebre do país e fica aos pés da imponente Cordilheiras dos Andes, vistas de tirar o fôlego.

A rota Caminos del Vino envolve oito províncias, 16 estradas e 17 vinícolas da região. São oferecidos roteiros para os mais variados tipos de enoturistas, dos mais experientes aos iniciantes, para quem quer mais aventura ou sossego.  

San Juan, Argentina

A rota de San Juan é menor do que a Caminos del Vino, mas tão interessante quanto. A província fica a apenas 1,2 quilômetros de Buenos Aires. São cinco vales, mais e 370 quilômetros de extensão, diversas cidades e 19 vinícolas para visitação. Todas preparadas para receber enoturistas e atender às suas necessidades. 

Vapor do Vinho, Brasil

Quando se fala em vinho brasileiro, logo se pensa na região Sul. Mas outras regiões do país têm se destacado na produção de vinho, como o Vale do São Francisco, por exemplo. Para fomentar o enoturismo na região, foi criada a Rota do Vapor do Vinho.

A rota é uma parceria entre a vinícola Terranova, do grupo Miolo, e a Barca Vapor do São Francisco. O roteiro começa em Petrolina, PE, passa pela navegação no Lago de Sobradinho com refeição, música e vinho, visita à Terranova e degustações. 

Vale dos Vinhedos, Brasil

O Vale dos Vinhedos é certamente a região de vinhos mais conhecida e visitada do Brasil. Ela fica na Serra Gaúcha e oferece passeios para todos os gostos, incluindo opções históricas e religiosas.

São mais de 25 vinícolas preparadas para receber os visitantes interessados pela viticultura. A Aprovale é a entidade responsável por promover o desenvolvimento da região.  

Rotas dos vales chilenos, Chile

O Chile é o país de destaque quando o assunto são as rotas do vinho. As rotas localizadas no Vale Central, Curicó, Colchagua (no Vale de Rapel) e Maule são algumas delas. 

Ruta del Vino Valles de Curicó

Cercada por montanhas e com clima único, Curicó é berço de vinícolas renomadas, como a Miguel Torres. A rota inclui vinícolas de grande porte, mas também as familiares. São muitas as opções para você desbravar esse vale especialíssimo. 

Ruta del Vino de Colchagua

O Vale de Colchagua, ao sul do Vale de Rapel, tem clima quente e frescor oceânico. É a rota mais antiga do Chile, percorrendo paisagens dos Andes à costa. São dezenas de vinícolas a serem visitadas, com variados tipos de roteiros para todos os estilos de enoturistas.

Ruta del Vino Valle del Maule 

O Maule é o vale mais extenso do país. Conhecido como o coração do vinho chileno, a região tem uma infinidade de vinícolas grandiosas e pequeninas, com a maior diversidade do país de tipos de vinhos e uvas. As áreas são divididas por: Costa, mais próxima ao Pacífico, entre Cordilheira, que fica no intervalo dos Andes com o mar, e Cordilheira, no sopé da montanha.   

Los Caminos del Vino, Uruguai

A rota Los Caminos del Vino foi criada por 20 produtores familiares do Uruguai, que se uniram para estruturar melhor o enoturismo da região. A ideia é conhecer a viticultura local, a história das vinícolas, os sabores da gastronomia uruguaia e, claro, experimentar os vinhos feitos por gerações. É uma rota mais aconchegante e de profundidade.