/Por Ana Beatriz Miranda

Se tem uma palavra que causa dúvidas no mundo do vinho é terroir. Essa palavra francesa que significa “terra”, literalmente, vai muito além do conceito de solo. Na verdade, não há tradução que consiga definir terroir em sua completude. Como não foi encontrada uma palavra em outra língua que a representasse, ela se consolidou na viticultura com o nome francês mesmo. 

Há anos que especialistas debatem o termo e sua complexidade. Até que a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) chegou a seguinte definição:

Terroir remete à área em que se desenvolve conhecimento coletivo das interações entre o ambiente físico, biológico e as práticas enológicas aplicadas, proporcionando características distintas aos produtos elaborados. 

Para simplificar: terroir  representa a relação entre vários fatores que envolvem a produção do vinho. É como se fosse sua identidade. Do solo, passando pelo manejo das videiras, o clima e microclima, a altitude e a latitude, drenagem, tipo de uva, colheita até chegar na intervenção humana, com sua cultura e tradições. Tudo isso é expressado na tipicidade de um vinho.

Terroir de fama

Todo vinho sofre influência do terroir. Mas há terroirs que se tornaram icônicos, por serem marcantes e responsáveis por exemplares renomados. A Borgonha é um deles.

Os vinhos elaborados a partir das duas uvas mais cultivadas por lá, Pinot Noir e Chardonnay, são únicos, diferentes dos elaborados em outras regiões. Esse é o efeito do terroir. Ainda mais no detalhe, é possível perceber a influência de parcelas específicas de vinhedos próximos. 

Bordeaux também é um ótimo exemplo. As margens esquerda e direita do Garonne, um dos rios que corta a região, originam vinhos totalmente diferentes e peculiares, por causa do terroir. Os célebres terroirs impulsionam o enoturismo e movimentam o mercado da bebida. Os crus são formas de expressar a marca territorial dos terroirs, difundindo sua importância. 

Embora terroir seja um termo de grande complexidade, entendê-lo é essencial para se aprofundar no tema vinho. Para os experts, é claro, mas também para quem está começando a se aventurar no maravilhoso mundo dessa bebida secular.