/Por Ana Beatriz Miranda

O vinho é uma bebida tão antiga que se confunde com a história da civilização. Vários eventos icônicos marcam a jornada da nossa bebida favorita, como o Julgamento de Paris, por exemplo. Uma noite de degustações às cegas que quebrou as barreiras de excelência conhecida até então.

Em 24 de maio de 1976, o mundo do vinho parou, quando rótulos californianos foram considerados superiores aos clássicos e hegemônicos franceses. E não por quaisquer especialistas. A banca de jurados era composta pelos mais gabaritados profissionais da época. Não à toa, a degustação ficou conhecida como a mais importante do século 20.

Banca de jurados do Julgamento de Paris. Crédito: Divulgação

Steven Spurrier: o idealizador

O nome por trás do Julgamento de Paris é Steven Spurrier (1941-2021), um britânico vendedor de vinhos e apreciador da bebida que tinha uma loja em Paris. Ele mesmo era influente na área e frequentemente participava de premiações como juiz. Ao viajar para os Estados Unidos na primavera de 1976, Spurrier se encantou por exemplares californianos tintos e brancos. Ele resolveu levá-los para a Europa para fazer frente aos franceses. 

Para organizar a degustação, ele escolheu os melhores rótulos franceses do momento, um cabernet bordalês Château Haut-Brion e um chardonnay borgonhês Puligny-Montrachet Les Pucelles da Domaine Leflaives. E, claro, os vinhos californianos. 

Depois de selecionar as bebidas, Spurrier convidou pessoas importantes para a degustação. O coproprietário do Domaine Romanée-Conti, Aubert de Villaine, sommeliers de restaurantes três estrelas como Tour d’Argent e Taillevent e Odette Kahn, editora da revista La Revue du Vin de France, eram alguns deles.

Não se sabe o que fez com que os jurados topassem participar, já que os vinhos californianos não eram conhecidos como os melhores e a tendência era que os rótulos franceses se destacassem. Provalmente foi pela reputação do Spurrier. Apenas um jornalista compareceu ao evento, justamente porque o resultado parecia óbvio. Mas a reviravolta da noite ninguém poderia imaginar, nem mesmo Spurrier.    

A noite que agitou o mundo do vinho

Os jurados sabiam que haveria chardonnays e cabernets franceses e californianos. A ordem de degustação dos rótulos foi sorteada. Como em qualquer evento do tipo, eles começaram com os vinhos brancos. E já no primeiro exemplar houve surpresa: vários jurados se mostravam em dúvida se era um rótulo da França ou não. Teoricamente, não deveria haver hesitação. 

Assim que os vinhos brancos foram degustados e avaliados, Spurrier já trouxe a notícia que o preferido foi um californiano, um Château Montelena safra 73. Os jurados, incrédulos, foram para a degustação dos tintos receosos de avaliar melhor um outro norte-americano. E foi exatamente o que aconteceu. O Stag’s Leap Wine Cellars safra 73 foi o campeão. 

A banca ficou intrigada e desconfiada do resultado. Não por duvidarem da qualidade dos californianos, mas porque trata-se de uma situação sem precedentes, absolutamente inusitada. Disseram que os rótulos franceses estavam jovens demais e que houve condescendência para os vinhos norte-americanos.

Ainda assim, o evento revolucionou o cenário vitivinícola, trazendo à tona a excelência do que os produtores da Califórnia estavam fazendo. Isso abriu os olhos do mercado para o Novo Mundo. A partir dessa noite, especialistas e enófilos enxergaram que não só de França vivem os grandes vinhos.   

Confira os vinhos da Uva Chardonnay

vinho
França
Região: Borgonha
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Baudouin Millet Chablis 2018
R$ 299,00
MAIS DETALHES
vinho
Turquia
Região: Aegean
2018 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Sarafin Chardonnay 2018
R$ 315,00
MAIS DETALHES
vinho
França
Região: Languedoc-Roussillon
2019 / 750 ml / BRANCO
Vinho Branco Maison Pourthié Chardonnay 2019
R$ 100,00
MAIS DETALHES
vinho
Chile
Região: Valle de Curico
2015 / 750 ml / TINTO
Quasar Limited Edition Cabernet Sauvignon 2015
R$ 249,41
MAIS DETALHES
vinho
Chile
Região: Valle de Colchagua
2016 / 750 ml / TINTO
Ravanal Gran Reserva Lim. Production Cab. Sauvignon 2016
R$ 112,00
MAIS DETALHES