Entrevista

Tomás Roquette da Quinta do Crasto
Entrevista

Encanto do Douro – Tomás Roquette

À frente de uma das mais importantes vinícolas de Portugal, Tomás Roquette conta como a Quinta do Crasto chegará ao centenário de história em plena forma.
Francisca Van Zeller
Entrevista

Francisca Van Zeller – Nome de vinho

Francisca Van Zeller foi criada em meio às vinhas da família e, hoje, é responsável pela comunicação de um dos maiores exportadores de Portugal, além de liderar movimentos que incentivam a participação feminina na vitivinicultura.
Alexandra de Vazeilles
Entrevista

Realeza do Beaujolais

Conheça Alexandra de Vazeilles, a condessa que faz haute couture por meio de seus vinhos no seu Château de Bachelards.
Fernando Seixas
Entrevista

O cara do Porto

O português Fernando Seixas, gerente de exportações da The Fladgate Partnership, grupo que engloba marcas de vinho do Porto como Taylor's e Croft, é um dos personagens principais da renovação pela qual a bebida fortificada tem passado no mercado global.
Roberto Cipresso
Entrevista

Explorador de terroir

O winemaker italiano Roberto Cipresso é um dos mais premiados de sua geração. Professor e pesquisador requisitado, já fez vinhos para o papa João Paulo II, criou o rótulo comemorativo para os 150 anos da unificação da Itália e chegou perto da pontuação máxima do crítico Robert Parker para um vinho argentino.
Marcelo Papa, enólogo à frente da Casillero del Diablo
Entrevista

Marcelo Papa – O papa do vinho

Há 22 anos à frente da Casillero del Diablo, o enólogo Marcelo Papa conta sobre o fenômeno da marca e celebra o sucesso da nova safra chilena da chardonnay.
Manoel Beato segurando uma taça de vinho branco
Entrevista

Manoel Beato – A grande estrela

Considerado um dos mais repeitados sommeliers do Brasil, Manoel Beato coleciona louros profissionais na mesma proporção que se dedica ao aperfeiçoamento. Confira.
Leo Jaime, artista brasileiro, com óculos escuros e blusa estampada
Entrevista

Leo Jaime – Jogado às taças

Conhecido pelo gosto da boa mesa, Leo Jaime conheceu tarde o universo dos vinhos e hoje é fã dos franceses democráticos — afinal, para ele, vinho é para todo dia.